Card image
Formula 1
Doria confirma GP da F1 em novembro com 100% de capacidade de público

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/08/2021
  • Atualizado: 16/08/2021 às 12:54
  • Por: Leonardo Marson

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, confirmou nesta segunda-feira (16) em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP), a realização do Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1 para o mês de novembro deste ano. A corrida está marcada para o próximo dia 7 de novembro, no Autódromo de Interlagos, mas poderá ser adiada em uma semana, de acordo com pedido feito pelo governo paulista e pelo Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

João Doria
GP da F1 será disputado em novembro, em Interlagos. (Foto: LAT)

A corrida está marcada desde quando a categoria mais importante do automobilismo mundial revelou o calendário para a atual temporada. A situação sanitária do País, porém, era considerada para que a corrida pudesse ou não ser realizada. Doria lembrou que 99% da população paulistana está vacinada com a primeira dose da vacina contra Covid-19.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Nunes, que assumiu a Prefeitura de São Paulo após o falecimento de Bruno Covas, lembrou que a realização da corrida cria 8.500 empregos temporários na cidade, em um momento “fundamental importância para retomada econômica, já que aqui e em outros países houve aumento da pobreza”.

LEIA MAIS:

Aston Martin desiste de recurso contra desclassificação de Vettel

Doria ainda reforçou que a corrida deixa de se chamar “Grande Prêmio do Brasil”, passando a receber o nome “Grande Prêmio de São Paulo”. Outro ponto lembrado pelo Governador de São Paulo foi o fato de que a etapa marcada para Interlagos contará ainda com a Sprint Race, mini corrida que definirá o grid de largada.

O Governador paulista ainda cutucou o Presidente Jair Bolsonaro, que chegou a garantir a realização da etapa brasileira da Fórmula 1 no Rio de Janeiro, no autódromo de Deodoro, que jamais foi construído. Doria ainda convidou Bolsonaro para acompanhar a prova. “Presidente, venha assistir o GP de F1 em São Paulo, você é nosso convidado. Você pode até vir de motocicleta, desde que use máscara”, disse Doria.

Além de Doria e Nunes, participaram da coletiva de imprensa ainda Alan Adler, novo promotor da etapa brasileira da Fórmula 1, e secretários da Prefeitura paulistana.

Comentários