Card image
Formula 1
Campos revela plano para ter equipe na F1 em 2021

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/10/2019
  • Atualizado: 03/10/2019 às 15:04
  • Por: Leonardo Marson

A Fórmula 1 poderá ter uma nova equipe a partir de 2021. Adrian Campos, junto do sócio, Salvatore Gandolfo, querem se aproveitar do novo regulamento da categoria, que prevê um limite de orçamento, para entrar no grid da principal categoria do automobilismo mundial. O espanhol, que fez o anúncio nesta quinta-feira (3), é proprietário da Campos Racing, que atua em campeonatos de base, como a Fórmula 2 e a Fórmula 3.

Campos
A Campos Racing atua hoje em dia na Fórmula 2, onde venceu corridas com Jack Aitken. (Foto: FIA Fórmula 2)

Campos e Gandolfo afirmam terem tido um encontro com Chase Carey, CEO da Fórmula 1, para informar a intenção de se inscreverem no campeonato em 2021. Os dois pretendem ter uma equipe totalmente espanhola, e alegam já possuir o dinheiro necessário para viabilizar o projeto.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Em comunicado, Campos fala, inclusive, em potenciais pilotos: Pascal Wehrlein, que esteve na Fórmula 1 entre 2016 e 2017, e que disputou a última temporada da Fórmula E pela Mahindra, e Álex Palou, candidato ao título da Super Fórmula Japonesa. Os dois são agenciados pela Monaco Increase Management, empresa de Galdolfo.

LEIA MAIS:
Ferrari e Red Bull optam por pneus iguais para o GP do Japão
Leclerc tem números melhores que Hamilton após férias da F1
Médico nega uso de células-tronco em tratamento de Schumacher
GP da Rússia rende boa audiência para a TV Globo

A possível nova equipe da Fórmula 1 ainda afirma ter contratado Peter McCool, ex-integrante da Super Aguri, como diretor-técnico, e Ben Wood para a função de chefe de aerodinâmica. Os dois alegam ainda buscar parcerias com fornecedores de motores para a empreitada.

Não é a primeira vez que Campos tenta ingressar na Fórmula 1 como construtor. Em 2010, o espanhol conseguiu uma vaga no grid, mas dificuldades financeiras o fizeram vender o time para José Ramón Carabante, que renomeou o time para Hispania. O time permaneceu na categoria até 2012.

A última equipe a ingressar no grid da Fórmula 1 foi a Haas, que se mantém até os dias atuais.