Card image
Competições
Bottas vence GP da Turquia disputado com pista molhada

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/10/2021
  • Atualizado: 16/10/2021 às 12:35
  • Por: Leonardo Marson

Valtteri Bottas venceu neste domingo (10) o Grande Prêmio da Turquia, 16ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. Em uma corrida disputada com pista molhada no circuito do Istanbul Park, o piloto da Mercedes se manteve na maior parte do tempo, superou Charles Leclerc, se valendo de pneus mais novos após uma parada nos boxes, e garantiu sua primeira vitória no ano.

Valtteri Bottas
Bottas é o sexto piloto a vencer na temporada. (Foto: LAT)

A segunda posição acabou nas mãos de Max Verstappen, piloto da Red Bull que não conseguiu atacar Bottas em momento algum durante as 58 voltas da prova. Sergio Pérez, com a outra Red Bull do grid, ficou com a terceira posição após superar Leclerc nas voltas finais. O monegasco da Ferrari foi o quarto, enquanto Lewis Hamilton, que largou em 11º, completou o grupo dos cinco primeiros.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Pierre Gasly ficou com a sexta colocação com a AlphaTauri, depois de pagar uma punição por um toque com Fernando Alonso na largada. Lando Norris levou a McLaren ao sétimo lugar, sendo seguido por Carlos Sainz, que fez uma corrida de recuperação com a Ferrari, após largar em 15º. Lance Stroll, da Aston Martin, foi o nono, enquanto Esteban Ocon, que não foi aos boxes na corrida, completou o top-10 com a Alpine.

LEIA MAIS:

Bottas herda pole position na Turquia após Hamilton liderar classificação
Gasly lidera TL3 realizado com pista molhada na Turquia
Hamilton bate Leclerc e lidera segundo treino na Turquia
Hamilton lidera com sobras primeiro treino para o GP da Turquia
Hamilton perde dez posições no grid na Turquia por troca de motor

A Fórmula 1 dá sequência à temporada 2021 no dia 24 de outubro, com a disputa do Grande Prêmio dos Estados Unidos, corrida marcada para o Circuito das Américas, em Austin.

Confira como foi a corrida

A corrida em Istambul começou com pista molhada e com Valtteri Bottas mantendo a primeira posição, sendo seguido por Max Verstappen, que não conseguiu um ataque na largada. Charles Leclerc apareceu em terceiro, sendo seguido por Sergio Pérez, que superou Pierre Gasly nos metros iniciais. Fernando Alonso rodou após um toque do francês da AlphaTauri, despencando na classificação. Mais de trás, Lewis Hamilton avançou para décimo.

O inglês da Mercedes passou por Sebastian Vettel para tomar a nona posição, e passou a atacar Yuki Tsunoda, que se defendeu bem na segunda volta. No mesmo momento, Alonso, tentando recuperação, tocou com Mick Schumacher, que rodou. Um pouco antes, foi Nicholas Latifi quem rodou na pista. A direção de prova passou, então, a investigar os dois lances envolvendo o espanhol da Alpine.

Na sexta volta da prova, Carlos Sainz passou por George Russell para tomar a 14ª posição. Pouco depois, o espanhol deixou para trás Kimi Räikkönen. Hamilton conseguiu a ultrapassagem sobre Tsunoda na oitava volta, tomando o oitavo lugar, enquanto Gasly sofreu uma punição de cinco segundos pelo toque com Alonso na largada, enquanto o piloto da Alpine tomou a mesma punição, agora pelo contato com Schumacher.

Hamilton seguiu avançando e passou por Lance Stroll, tomando o sétimo lugar, e logo deixou para trás Lando Norris, aparecendo em sexto. Na frente, Bottas mantinha a liderança em relação a Verstappen, tendo 2s6 de frente na 12ª volta. Outro piloto em corrida de recuperação, Sainz passou a atacar Vettel, em disputa pelo décimo lugar, conseguindo a ultrapassagem na volta 14.

Hamilton entrou pela primeira vez no grupo dos cinco melhores ao ultrapassar, sem dificuldades, Gasly na 15ª volta. Na frente, Verstappen começou a descontar a vantagem de Bottas, que na volta 17 era de três segundos. Sainz, por sua vez, seguiu escalando o pelotão, e superou Tsunoda para tomar a nona posição. O inglês da Mercedes passou a ter dificuldades para descontar a diferença para Pérez, mas virou a melhor volta da prova no 20º giro.

O primeiro a visitar os boxes foi Daniel Ricciardo, que vinha em 16º, e recebeu um novo jogo de pneus intermediários. Já Tsunoda rodou, perdendo posições. Na volta 23, Leclerc virou a melhor volta da corrida, e passou a descontar a diferença em relação a Verstappen, cortando-a para dois segundos. Bottas passou a enfrentar o tráfego dos retardatários, enfrentando os pilotos da Haas.

Pérez passou a forçar seu ritmo, e abriu meio segundo em relação a Hamilton na volta 25. A resposta do inglês veio na volta seguinte. Na frente, Bottas aumentou a distância em relação a Verstappen para quatro segundos na volta 29, que marcava a metade da corrida. Na volta 31, o líder do campeonato chegou no mexicano da Red Bull, trazendo a distância para quatro décimos. No mesmo momento, Alonso foi aos boxes, pagou a punição e trocou pneus.

Hamilton passou a atacar Pérez na volta 35, e os dois dividiram curvas, com o mexicano prevalecendo. Norris, por sua vez, foi aos boxes trocar pneus. Tsunoda e Russell fizeram a mesma coisa na volta 36, enquanto Verstappen trocou pneus no giro 37, voltando à frente de Pérez. Sainz parou no mesmo giro, mas perdeu tempo em sua troca de pneus. Bottas e Pérez fizeram seus pit stops na volta 38, e Leclerc assumiu a liderança da corrida.

Vettel, que colocou pneus médios, escapou da pista, voltando aos boxes para colocar pneus intermediários na sequência. Leclerc também escapou da pista, mas vinha com 6s5 de vantagem para Bottas. Gasly foi aos boxes na volta 40, pagando sua punição e trocando pneus. Outro que passou pelo pit no mesmo giro foi Stroll. Giovinazzi fez a troca de pneus na volta 42.

Leclerc seguia na pista com os mesmos pneus da largada, e viu Bottas cortar a diferença para a casa de três segundos na volta 44. Hamilton, outro que não visitou os boxes, seguia em quarto, mas cada vez mais distante de Verstappen. Na volta 46, o finlandês da Mercedes chegou de vez no monegasco da Ferrari, passando a atacá-lo pela liderança da prova. Mais atrás, Sainz passou por Ocon para tomar a oitava posição.

Bottas passou por Leclerc na volta 47, recuperando a primeira posição da prova. Desta forma, a Ferrari chamou o monegasco aos boxes na volta seguinte, entregando-o de volta à pista em quarto. Na volta 51, Hamilton finalmente foi aos boxes, retornando na quinta posição. No giro seguinte, Pérez superou Leclerc para tomar a terceira colocação da prova. Mais atrás, Stroll passou por Ocon para tomar a nona posição.

Sem conseguir atacar Leclerc, Hamilton passou a ser pressionado por Gasly na volta 55. Bottas virou a volta mais rápida na volta 56, e seguiu para vencer a corrida, sendo seguido por Verstappen e Pérez.

Comentários