Card image
Formula 1
Bottas lidera segundo treino livre da F1 em Abu Dhabi

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/12/2020
  • Atualizado: 11/12/2020 às 12:31
  • Por: Leonardo Marson

Valtteri Bottas foi o piloto mais rápido do segundo treino livre para o Grande Prêmio de Abu Dhabi, etapa de encerramento da temporada 2020 da Fórmula 1. Na atividade realizada no final da manhã desta sexta-feira (11) no Brasil, noite no circuito de Yas Marina, o piloto da Mercedes cravou na melhor volta 1min36s276, garantindo o melhor tempo do dia.

Valtteri Bottas
Bottas foi o piloto mais rápido do dia em Yas Marina. (Foto: Mercedes)

A segunda posição ficou com Lewis Hamilton, que acabou 0s203 distante do tempo do companheiro de Mercedes. Max Verstappen, com a Red Bull, fechou a sessão com o terceiro tempo, enquanto Alexander Albon, com o outro carro da equipe austríaca, foi o quarto. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Lando Norris, da McLaren.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Esteban Ocon colocou a Renault na sexta posição ao final da atividade, sendo seguido por Sergio Pérez, vencedor do GP de Sakhir e sétimo com a Racing Point. Charles Leclerc, com a Ferrari, apareceu em oitavo, sendo seguido por Daniel Ricciardo, com a outra Renault. O grupo dos dez melhores foi completado por Lance Stroll, da Racing Point.

LEIA MAIS:

Verstappen supera Bottas e lidera primeiro treino em Abu Dhabi
Confira a programação para o GP de Abu Dhabi de F1 e onde ver na TV

Novamente defendendo a Haas, Pietro Fittipaldi finalizou a sessão com o 19º tempo, ficando à frente de Nicholas Latifi, da Williams. O piloto brasileiro corre neste final de semana mais uma vez substituindo o francês Romain Grosjean, que segue em recuperação após o acidente sofrido no GP do Bahrein, há duas semanas.

A sessão ainda contou com uma bandeira vermelha, provocada por Kimi Räikkönen. O piloto da Alfa Romeo viu a unidade de força do carro explodir, parando o carro na pista. Pouco depois, houve um princípio de incêndio, apagado pelos fiscais e pelo próprio finlandês.

A programação da Fórmula 1 em Yas Marina terá sequência neste sábado (12), quando serão realizados o terceiro treino livre do final de semana e a classificação, ambas as sessões com transmissão do Sportv. O Grande Prêmio de Abu Dhabi será disputado no domingo, a partir das 10h10, com exibição ao vivo da TV Globo, do GE.Globo e da rádio Band News FM.

Confira como foi o treino

A segunda sessão de treinos livres no circuito de Yas Marina começou às 10h, pelo horário de Brasília, ainda com o dia claro em Abu Dhabi. A temperatura era de 24°C e o asfalto tinha 31°C. Todos os 20 pilotos do grid deixaram os boxes para fazerem as voltas. O primeiro a registrar tempo foi Kimi Räikkönen, com 1min38s943 com a Alfa Romeo.

Lewis Hamilton se colocou na frente logo na sequência, mas acabou superado pelo companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, pouco depois, ao ver o finlandês marcar 1min37s818. Pouco tempo depois, Sergio Pérez, que vem de vitória no GP de Sakhir, colocou a Racing Point na quarta posição, atrás das duas Mercedes e de Räikkönen.

Pietro Fittipaldi avançou para a 16ª posição com o carro da Haas após dez minutos de treino. Hamilton, por sua vez, recebeu ordens para voltar aos boxes por conta de problemas no volante. Pouco depois, Pierre Gasly subiu para o terceiro lugar na tabela de tempos, sendo seguido por Räikkönen, que melhorou seu tempo e superou Pérez. Todos usavam os pneus de testes para 2021.

Com 25 minutos de atividade, e já usando pneus médios, Hamilton voltou à liderança da sessão, agora cravando 1min36s479. Pouco depois, Bottas voltou ao primeiro lugar, agora com 1min36s276. No fechamento da primeira meia hora do exercício, Alexander Albon colocou a Red Bull na segunda posição, mas teve o giro excluído pelos comissários por desrespeito aos limites de pista.

Pérez avançou para a terceira colocação, 1s230 atrás de Bottas. Pouco depois, foi a vez de o mexicano ser superado por Max Verstappen, o melhor piloto do primeiro treino do dia. Carlos Sainz, com a McLaren, vinha na quinta posição. Pouco depois, Hamilton retomou a primeira posição, agora com 1min36s097, porém o giro foi excluído por desrespeito ao limite de pista na curva 21.

Restando 37 minutos para o final da sessão, Lando Norris pulou para a quinta posição com a McLaren, atrás apenas das duas Mercedes e das duas Red Bull. A sessão entrou na meia hora final com os pilotos trabalhando nas simulações de corrida, o que fez com que os tempos deixassem de cair.

A bandeira vermelha foi acionada pela primeira vez no final de semana quando restavam 17 minutos. A unidade de força Ferrari da Alfa Romeo de Kimi Räikkönen explodiu, provocando um princípio de incêndio no carro. O finlandês rapidamente deixou o carro, mesmo tendo preso consigo o cabo do rádio de comunicação com a equipe.

A sessão foi retomada restando cinco minutos para o final, e Lewis Hamilton reclamou que não conseguia engrenar nenhuma marcha, precisando do auxílio dos mecânicos para fazer o carro funcionar. Os tempos não caíram mais e Bottas terminou com o melhor tempo.