Card image
Formula 1
Bottas lidera primeiro treino da F1 na Cidade do México

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 05/11/2021
  • Atualizado: 05/11/2021 às 15:48
  • Por: Leonardo Marson

Valtteri Bottas foi o piloto mais rápido do primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Cidade do México, 18ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. Na sessão realizada no início da tarde desta sexta-feira (5) no Autódromo Hermanos Rodríguez, o piloto da Mercedes cravou na melhor das suas voltas 1min18s341, usando pneus macios.

Valtteri Bottas
Bottas foi 0s076 mais veloz que Hamilton. (Foto: F1)

A segunda posição ficou com Lewis Hamilton, vice-líder do campeonato que marcou um tempo 0s076 mais lento em relação a Bottas, seu companheiro de equipe. Max Verstappen, líder do campeonato, foi o terceiro com a Red Bull, sendo seguido por Sergio Pérez, quarto com o outro carro do time austríaco. Pierre Gasly, da AlphaTauri, completou o grupo dos cinco melhores.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Carlos Sainz, que chegou a liderar o treinamento, foi o sexto com a Ferrari, sendo seguido por Fernando Alonso, sétimo com o equipamento preparado pela Alpine. Charles Leclerc, com a outra Ferrari, cravou o oitavo melhor tempo, enquanto Esteban Ocon, companheiro de equipe de Alonso, foi o nono. Sebastian Vettel, da Aston Martin, fechou o top-10.

LEIA MAIS:

Confira a programação e onde ver o GP da Cidade do México de F1 na TV
GP de São Paulo abre nova venda de ingressos nos próximos dias
Interlagos recebe melhorias para o GP de São Paulo de F1

O segundo treino para o Grande Prêmio da Cidade do México de Fórmula 1 será realizado ainda nesta sexta-feira, a partir das 18h, com transmissão do BandSports.

Confira como foi o treino

A primeira sessão de treinos livres do final de semana começou com clima ameno na capital mexicana. A temperatura apontava 17°C no momento do início da sessão, enquanto a umidade do ar era de 49%. O asfalto estava bem mais quente, com 39°C. Logo no primeiro minuto de atividade, Antonio Giovinazzi reclamou de problemas no motor.

O primeiro a registrar tempo foi Kimi Räikkönen, que marcou 1min30s059 com a Alfa Romeo. A marca logo foi batida por Mick Schumacher, da Haas, que também foi superado, agora por Giovinazzi. Lando Norris marcou 1min22s718 com a McLaren, tempo que logo foi superado por Valtteri Bottas, com 1min21s327. Lewis Hamilton se colocou em segundo, 0s222 atrás do finlandês.

No oitavo minuto do treino, Sergio Pérez se colocou na frente, mas logo Bottas voltou a pontear o treinamento, com 1min20s459. Charles Leclerc rodou na curva 16 e danificou o carro, o que também ocorreu com o mexicano da Red Bull, que foi aos boxes com a asa traseira danificada. Por conta disso, o Safety Car Virtual foi acionado com 14 minutos de treino.

A sessão foi retomada e, pouco depois, Pierre Gasly tomou a ponta da classificação, enquanto Hamilton e Bottas escaparam da pista. No 19º minuto do treinamento, Max Verstappen, usando os compostos duros, marcou 1min20s214. Então, o holandês passou a trocar voltas mais rápidas com o inglês da Mercedes, que prevaleceu com 1min19s781, usando os macios.

Na abertura da segunda metade da sessão, Yuki Tsunoda avançou para o terceiro lugar com a AlphaTauri, enquanto Carlos Sainz assumiu a ponta com a Ferrari, sendo batido por Bottas, que anotou 1min18s834, novamente com os pneus macios. Hamilton pulou para o segundo lugar, mas perdeu uma posição ao ver Verstappen, agora com pneus macios, marcar 1min18s464.

Com 22 minutos para o encerramento do treino, Pérez retornou à pista, após passar 26 minutos nos boxes. Na sequência, Kimi Räikkönen escapou da pista com a Alfa Romeo, e passou a ser investigado pela direção de prova. Já Bottas tomou o melhor tempo ao marcar 1min18s341. Com 15 minutos para o final, foi a vez de Hamilton tomar o segundo lugar, agora 0s076 mais lento.

A sessão se encaminhou para o final com Bottas líder da sessão, seguido por Hamilton e Verstappen.

Comentários