Card image
Formula 1
Bottas comanda 1-2 da Mercedes no TL2 em Mugello

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/09/2020
  • Atualizado: 11/09/2020 às 11:48
  • Por: Leonardo Marson

Valtteri Bottas foi o piloto mais rápido do segundo treino livre para o Grande Prêmio da Toscana, nona etapa da temporada 2020 da Fórmula 1. Na atividade realizada no final da manhã desta sexta-feira (11) no circuito de Mugello, na Itália, o piloto da Mercedes registrou na melhor das suas passagens 1min16s989, marcando o melhor tempo do dia.

Valtteri Bottas
Bottas liderou os dois treinos do dia em Mugello. (Foto: Mercedes)

Lewis Hamilton ficou com a segunda colocação ao final da atividade, com um tempo 0s207 mais lento em relação a Bottas. Max Verstappen, da Red Bull, ficou com a terceira colocação, sendo seguido por Alexander Albon, seu companheiro de equipe. Daniel Ricciardo, com um carro da Renault, completou o grupo dos cinco primeiros.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Esteban Ocon, com o outro carro da Renault, fechou a sessão com a sexta posição, sendo seguido por Sergio Pérez, sétimo com um equipamento da Racing Point. Pierre Gasly, com a AlphaTauri, completou o treinamento com o oitavo posto. Kimi Räikkönen, da Alfa Romeo, apareceu em nono, enquanto Charles Leclerc, da Ferrari, foi o décimo.

LEIA MAIS:

F1: Aston Martin anuncia chegada de Sebastian Vettel para 2021

As atividades da Fórmula 1 em Mugello seguem neste sábado (12), quando os pilotos partirão para mais um treino livre, marcado para 7h, e a classificação, que acontecerá às 10h, ambas com transmissão dos canais Sportv. O Grande Prêmio da Toscana será disputado no domingo (13), a partir das 10h10, com transmissão da TV Globo, do portal GE.Globo e da rádio Band News FM.

Confira como foi o treino

A segunda sessão de treinos livres em Mugello começou com temperatura semelhante à primeira atividade do dia, com 28°C. O asfalto, porém, estava muito mais quente, com 42°C. Logo que a pista foi liberada, os pilotos deixaram os boxes. O primeiro a registrar tempo foi Lando Norris, que marcou 1min18s658 com a McLaren.

A liderança do inglês da McLaren durou até os 17 minutos de atividade, quando Max Verstappen fez 1min18s281 com a Red Bull. Pouco depois, a Mercedes mandou seus dois pilotos à pista, e viu Valtteri Bottas marcar 1min18s019 com os pneus duros, enquanto Lewis Hamilton ficou com o terceiro melhor tempo, atrás do holandês.

No fechamento da primeira meia hora da sessão, Bottas quebrou a barreira de 1min18s, cravando 1min17s997. Pouco depois, Daniel Ricciardo avançou para a segunda colocação com a Renault, sendo seguido por Sergio Pérez, da Racing Point. Com 52 minutos para o final, Lando Norris bateu a McLaren na saída da curva 3, causando a primeira bandeira vermelha do dia.

A atividade foi reiniciada após oito minutos com os pilotos partindo para as simulações de classificação. Hamilton foi à pista e se colocou na segunda posição, distante 0s207 do tempo de Bottas, que melhorou seu tempo para 1min16s989. Verstappen caiu para a terceira colocação, enquanto Alexander Albon, com a outra Red Bull, avançou ao quarto posto na folha de tempos.

A partir da meia hora final, os pilotos passaram a priorizar o trabalho para a corrida. Assim, os tempos deixaram de cair em Mugello. Sebastian Vettel rodou com a Ferrari quando restavam 26 minutos para o final da sessão, mas seguiu no traçado. Depois, Räikkönen foi tocado por Sergio Pérez e rodou na San Donato. A bandeira vermelha foi acionada mais uma vez.

A sessão foi retomada quando restavam 13 minutos para o final. Apesar disso, os tempos não baixaram mais. Melhor para Bottas, que ficou com a melhor marca.