Card image
F4 Brasil
Associação de Pilotos da F4 Brasil aposta em união para quebrar tabu de 30 anos da F1

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/02/2022
  • Atualizado: 09/02/2022 às 14:38
  • Por: Leonardo Marson

O último título mundial do Brasil na F1 foi conquistado há mais de 30 anos por Ayrton Senna, em 1991, e para quebrar este tabu o investimento nas categorias de base é determinante. Pois em 2022 o País passa a ter uma categoria própria para quem sai do kart em busca de carreira internacional, a F4 Brasil, e com um grande diferencial: dez dos pilotos do grid se uniram para criar uma inédita “Associação dos Pilotos da F4 Brasil”.

F4 Brasil
Foto: divulgação

São eles: Nicolas Giaffone, Lucas Staico, Ricardo Gracia, Lucca Zucchini, Nicholas Monteiro, Nelson Neto, Aurélia Nobels, Pedro Clerot, Vinicius Tessaro e Alvaro Cho. Todos com diversos títulos estaduais e nacionais no kart e alguns também com experiência em categorias de fórmula no Brasil – a diferença é que a F4 conta pontos para a Super Licença da F1 e usa os mesmos carros das categorias similares da Europa e EUA.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

“Este é um momento especial para o automobilismo brasileiro. Em 2022, teremos a estreia da F4 Brasil, justamente o passo que faltava para quem sai do kart e sonha com carreira internacional, podendo gastar menos e aprender mais. A associação já existia desde o ano passado e trabalhou em grande colaboração com a Vicar para quem esta importante iniciativa fosse possível. Dentro da pista, será cada um por si: os dez vão brigar forte para ser o primeiro colocado. Mas fora delas a associação vai ajudar a ganharmos juntos força para ter novamente um brasileiro na F1”, diz o empresário Ricardo Gracia, presidente executivo da Associação.

LEIA MAIS:

Enzo Gianfratti recebe troféu da CBA por título na Copa Shell HB20

Entre os integrantes, além de pais dos pilotos, estão personalidades do automobilismo como Reginaldo Leme, jornalista que é referência na cobertura do esporte há mais de 50 anos, e Felipe Giaffone, pentacampeão da Truck e comentarista da Band.

“Reunimos as principais personalidades envolvidas no automobilismo para termos o melhor time possível na Associação para que estes dez jovens talentos possam aproveitar esta categoria escola para progredir na carreira. Talento o Brasil tem, o que falta é que mais pilotos cheguem lá na porta da categoria. Se temos uma boa formação aqui, conseguiremos ter mais representantes lá e aumentam nossas chances de lutar para voltarmos a ter um campeão mundial de F1, algo que não vemos desde 1991 com Ayrton Senna”, diz Alberto Cho, vice-presidente executivo da Associação de Pilotos da F4 Brasil.

O campeonato fará seis rodadas triplas em 2022, todas em conjunto com o calendário da Stock Car. As provas serão exibidas pela Band. A primeira apresentação formal da categoria neste ano acontece neste sábado, em Interlagos, com a divisão dos pilotos nas quatro equipes homologadas para preparar os fórmulas da categoria de base.

Conheça um pouco mais sobre os dez pilotos:

Nicolas Giaffone – 06/10/2004, São Paulo (SP)
Nicolas Giaffone começou a correr de kart entre os 7 e 8 anos de idade no Kartódromo Granja Viana e conta com um currículo de peso. Em 2018, o piloto paulistano conquistou o título de Campeão Sul-americano na Rotax Junior Max de Kart, justamente no kartódromo em que iniciou sua carreira, e, no mesmo ano, foi vice-campeão do Brasileiro de Kart. Além disso, Nicolas foi duas vezes vice-campeão paulista e uma vez vice-campeão no Torneio de Verão KGV.

Lucas Staico – 11/01/2005, Belo Horizonte (MG)
Nascido em Belo Horizonte, Lucas Staico é um dos nomes de maior destaque no kartismo mineiro e nacional. Ele é bicampeão Sul-Americano de Kart, tricampeão da Copa Brasil e campeão no Brasileiro de Kart. O piloto mineiro já deu início a sua transição do kart aos monopostos, participando de algumas etapas da Fórmula Delta e testando carros da já extinta F3 Brasil.

Ricardo Gracia – 30/01/2005, Araçatuba (SP)
Ricardo Gracia nasceu em Araçatuba, no interior do estado de São Paulo, e começou a acelerar no kart aos seis anos de idade. Em 2015, tornou-se campeão paraense de kart e, no mesmo ano, conquistou seu primeiro título no Brasileiro de Kart, sendo que seu segundo e terceiro título neste campeonato foram conquistados em 2017 e 2020, respectivamente. Em 2019, o piloto paulista conseguiu outro triunfo à nível nacional: Ricardo foi campeão da Copa Brasil na categoria Junior.

O piloto de 17 anos atualmente mora na Itália e disputa grandes campeonatos do universo do kart, como o WSK Super Master Series e o Europeu de Kart. Além disso, em dezembro de 2021, Gracia testou carros de F4 em Valência, na Espanha, sendo o mais rápido no segundo dia de testes.

Lucca Zucchini – 23/08/2005, São Paulo (SP)
Lucca Zucchini é um piloto nascido e criado na capital paulista e um nome de destaque no kartismo nacional. Zucchini foi campeão da Copa São Paulo de Kart na categoria Rotax Júnior Max em 2020 e em 2021, subindo de categoria, conquistou o vice-campeonato na Rotax Max/Master no mesmo campeonato. No ano passado, também, o paulistano começou sua transição do kart para os monopostos participando de algumas etapas da Fórmula Delta.

Nicholas Monteiro – 20/10/2005, São Paulo (SP)
Outro nome relevante no kartismo brasileiro é o de Nicholas Monteiro. O piloto de 16 anos, nascido em São Paulo, é o atual campeão Sul Brasileiro, além de ter vencido várias etapas da Copa São Paulo de Kart, bem como ido ao pódio na Copa Brasil em 2021.

Nelson Neto – 07/06/2006, São Paulo (SP)
Nelson Neto é um piloto de 15 anos e tem estado presente nos campeonatos mais relevantes à nível nacional. O paulistano marcou presença nos últimos anos no Brasileiro de Kart, Copa Brasil e Brasileiro de Rotax, campeonato em que ficou próximo de disputar pelo título no ano passado. Ainda em 2021, Nelson fez sua estreia nos monopostos, acelerando na quarta etapa da Fórmula Delta, no Autódromo de Interlagos.

Aurelia Nobels – 07/01/2007, Estados Unidos
Nascida nos Estados Unidos, Aurelia Nobels chegou ao Brasil bem pequenina e começou a participar de campeonatos de kart em 2017. Atualmente, ela trilha sua carreira à nível nacional e internacional, tendo participado do Mundial de Kart, em Portugal, em 2020, bem como disputado o Europeu de Kart no ano passado, andando no top-15 na etapa de Sarno, Itália.

Ainda em 2021, Aurelia disputou a etapa da Bélgica do Champions of the Future, a terceira etapa da Copa SPR Light e a 56ª edição do Brasileiro de Kart, campeonato que terminou na 4ª colocação, em um grid de 14 pilotos.

Pedro Clerot – 22/01/2007, Brasília (DF)
Pedro Clerot é um dos pilotos brasilienses do grid de 2022 da F4 Brasil: ele é bicampeão do Open do Brasileiro de Kart, títulos conquistados em 2020 e 2021, e tricampeão brasiliense (2018, 2019 e 2021). Já focado na transição do kart para os monopostos, Clerot disputou a temporada completa da Fórmula Delta no ano passado, sendo o campeão entre os estreantes, após conquistar três vitórias, três pole positions e nove pódios, batendo recorde de mais jovem vencedor do automobilismo brasileiro, com 14 anos..

Vinicius Tessaro – 08/03/2007, Brasília (DF)
Também nascido em Brasília (DF), Vinicius Tessaro conta com um currículo forte no kartismo nacional. O piloto de 14 anos possui uma carreira repleta de títulos, sendo campeão do SKUSA Super Nationals na classe Mini Swift, em 2016, tetracampeão do Brasileiro de Rotax, sendo dois destes títulos na Mini Max (2017 e 2018) e os outros dois na Jr. Max (2020 e 2021), e bicampeão da Copa São Paulo de Kart. Tessaro, inclusive, representou o Brasil no Mundial de Rotax, realizado em dezembro de 2021 no Bahrein, uma vez que o campeão nacional de Rotax tem sua vaga garantida para o Mundial.

Álvaro Cho – 27/06/2007, São Paulo (SP)
O caçula do grid da F4 Brasil, Álvaro Cho ganhou significativa experiência nos últimos dois anos no esporte a motor. Além de participar dos maiores campeonatos de kart do País, Álvaro já acelerou em campeonatos internacionais, como o WSK Open Cup, em Sarno e Lonato, pela Kart Republic, equipe bem relevante, sobretudo, no cenário do kartismo europeu.

Comentários