Card image
Competições
Stock Car: Fraga supera Casagrande e vence em Cascavel

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 20/10/2019
  • Atualizado: 20/10/2019 às 11:58
  • Por: Leonardo Marson

Felipe Fraga venceu na manhã deste domingo (20) a primeira corrida da nona etapa da Stock Car, disputada no Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel (PR). O piloto da Cimed Racing largou da segunda posição, e assumiu a liderança da prova após a rodada de paradas nos boxes, quando superou o pole position Gabriel Casagrande, conquistando a segunda vitória na temporada da principal categoria do automobilismo brasileiro.

Stock Car
Felipe Fraga venceu pela segunda vez na temporada. (Foto: Bruno Terena)

A segunda posição terminou nas mãos de Casagrande, com o carro da Crown Racing, terminando quatro segundos atrás do vencedor. Cacá Bueno, companheiro de equipe de Fraga, ficou com a terceira posição e completou o pódio, sendo seguido por Daniel Serra, quarto colocado com o carro da Eurofarma RC. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Felipe Lapenna da Cavaleiro.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Rubens Barrichello fechou a corrida com a sexta posição com o equipamento da Full Time, terminando à frente de Denis Navarro, companheiro de Lapenna na Cavaleiro. Átila Abreu levou o carro da Shell V-Power na oitava posição, enquanto Valdeno Brito, da Prati-Donaduzzi, foi o nono. A lista dos dez primeiros foi completada por Rafael Suzuki, da Hot Car, que largará da pole position na segunda corrida.

Líder do campeonato, Ricardo Maurício foi apenas o 18º, depois de sofrer com um pneu furado na parte final da corrida. Outro que não teve boa atuação foi Julio Campos, que completou somente em 13º, uma posição à frente de Thiago Camilo, que precisou cumprir uma punição por conta de uma quei

A corrida no oeste paranaense ainda contou com uma intervenção do Safety Car, ocorrida na décima volta após Bruno Baptista rodar no Bacião e acertar a barreira de pneus, abandonando a disputa. O piloto deixou o carro com as próprias forças, mas precisou deixar o local de ambulância, sentindo aparentemente dores nas costas.

A segunda corrida da etapa de Cascavel da Stock Car acontece logo mais, ao meio-dia, também com transmissão dos canais Sportv.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Gabriel Casagrande mantendo a primeira colocação, sendo seguido por Felipe Fraga e Thiago Camilo. Daniel Serra e Max Wilson completaram a lista dos cinco primeiros no complemento da primeira volta. Já no segundo giro, o piloto da Crown Racing começou a abrir vantagem na liderança, enquanto o representante da Cimed Racing passou a ser pressionado pelo competidor da Ipiranga Racing.

Rubens Barrichello avançou para a sexta posição ao deixar Cacá Bueno para trás, e começou a atacar Max, em busca da quinta colocação. A partir da volta cinco, a chuva passou a atingir o circuito cascavelense, enquanto a direção de prova puniu Camilo por queima de largada. A primeira escapada da prova foi protagonizada por Diego Nunes, que passou pela terra no contorno da curva zero. Allam Khodair, por sua vez, abandonou.

Mais atrás, Lucas Foresti ganhou a 12ª posição de Nelsinho Piquet, depois de largar em 15º. Atrás dos dois, Ricardo Maurício passou a pressionar Valdeno Brito pela 14ª colocação, enquanto Thiago Camilo cumpriu a punição, despencando para a 25ª posição. Na frente, Casagrande deu uma escapada da pista, mas conseguiu manter a distância para Fraga na casa de um segundo.

Na décima volta, Bruno Baptista acertou a barreira de pneus após rodar no Bacião, provocando a primeira entrada do Safety Car na corrida. Apesar de sair do carro sem auxílio de ninguém e avisar ao pai, o também piloto Adalberto Baptista, de que estava bem, o piloto da RCM recebeu o atendimento dos médicos da categoria ainda no local do acidente.

A relargada aconteceu na volta 16 com Casagrande mantendo a liderança, sendo seguido por Fraga. No giro seguinte, a janela de paradas nos boxes foi aberta, mas nenhum dos pilotos foi aos boxes em um primeiro momento. Mais atrás, Camilo passou a ganhar posições. Na 18ª volta, Casagrande foi aos boxes, em atitude seguida por Daniel Serra, Felipe Lapenna, Julio Campos, Thiago Camilo e Cesar Ramos.

Fraga entrou nos boxes na passagem seguinte, em atitude seguida por Ricardo Maurício, Valdeno Brito e Lucas Foresti. O piloto da Cimed Racing, porém, não fez o reabastecimento. Max Wilson, por sua vez, rodou após ter um pneu furado, deixando um pneu próximo da pista. Cacá Bueno, Gaetano di Mauro, Átila Abreu e Denis Navarro pararam na volta 20.

Rubens Barrichello fez o pit stop na volta 21, sendo seguido por Ricardo Zonta, Marcos Gomes, Rafael Suzuki, Galid Osman e Marcel Coletta. Gaetano di Mauro foi outro que teve um pneu furado, e ficou lento na pista depois de fazer a troca de pneus. Na volta 22, Nelsinho Piquet, Diego Nunes pararam nos boxes, enquanto Bia Figueiredo só trocou pneus na volta seguinte.

A classificação na volta 23 apontava Fraga na liderança, seguido por Casagrande, Cacá, Serra e Lapenna. Max Wilson, por sua vez, abandonou a disputa depois de sofrer com um pneu estourado. Fraga, agora na liderança da corrida, abriu dois segundos em relação a Casagrande, que também não reabasteceu na parada nos boxes. Ricardo Maurício, por sua vez, teve um estouro de pneu e foi para os boxes.

A prova se encaminhou para o final com Barrichello pressionando Lapenna em disputa pela quinta posição, que também tinha a presença de Navarro. Na frente, Fraga seguiu para vencer pela segunda vez no ano, sendo seguido por Casagrande e Cacá.