Card image
Competições
Piloto da Superbike Brasil, Danilo Berto morre após acidente

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 26/05/2019
  • Atualizado: 26/05/2019 às 21:30
  • Por: Leonardo Marson

O piloto de moto Danilo Berto morreu neste domingo (26) no autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), durante o warm up para a terceira etapa do Superbike Brasil, principal campeonato do motociclismo nacional. O atleta competia na classe Superbike Extreme, em que os pilotos utilizam motos de 1.000 cilindradas, sofreu um acidente na curva do Pinheirinho, sendo arremessado por cima da barreira de pneus.

Danilo Berto
Danilo Berto se acidentou no warm up realizado nesta manhã. (Foto: Thiago Sampaio)

Berto recebeu o primeiro atendimento na pista, e foi encaminhado ao Hospital das Clínicas, no centro da capital paulista. O competidor chegou ao hospital com lesões na perna e no tórax, e passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos, falecendo nesta tarde.

Em nota, a equipe Pitico Racing Team lamentou o falecimento de Berto. “Hoje perdemos uma parte nossa, perdemos um membro da nossa família (insana), um cara do bem, extremamente alto-astral que alegrava o dia a dia de todos! A dor que nos abate é dilacerante, e faltam palavras para exteriorizar o quanto estamos sofrendo”, declarou o time.

A categoria disse, também através de nota, que presta assistência à família do piloto, e ressaltou que “prioriza a segurança do evento e vem implementando inúmeras melhorias, tais como: ampliação das barreiras de ar de proteção; aumento do número de ambulâncias de suporte avançado; contratação de um renomado diretor médico, que, por sua vez, seleciona um time de profissionais altamente capacitados; treinamento constante com a equipe de sinalização e resgate; treinamento aos motoristas das ambulâncias; implantação de um medical car, entre outras melhorias”.

É a segunda morte em etapas consecutivas na Superbike Brasil. Na última etapa, disputada em abril, Maurício Padulete faleceu após perder o freio de sua moto e se chocar contra o muro de proteção no S do Senna. O piloto, conhecido como “Linguiça”, disputava posição na última volta da corrida da classe SBK Light em prova disputada com pista molhada.