Card image
Competições
Newgarden vence de forma dominante em Iowa pela Indy

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/07/2019
  • Atualizado: 21/07/2019 às 3:40
  • Por: Leonardo Marson

Josef Newgarden venceu na madrugada deste domingo (21) a Iowa 300, 12ª etapa da temporada da Indy. Em uma corrida das mais disputadas no Iowa Speedway, o piloto da Penske não deu chances aos rivais após assumir a liderança da corrida na 49ª das 300 voltas, garantindo sua quarta vitória no atual campeonato, aumentando a liderança do campeonato.

Josef Newgarden
Dominante, Newgarden liderou mais de 200 voltas e garantiu sua quarta vitória na temporada. (Foto: IndyCar)

A corrida foi marcada por um enorme atraso em seu início por conta de uma tempestade que atingiu o Iowa Speedway. Após quase cinco horas, a corrida foi iniciada, mas sofreu nova paralisação após 55 voltas por conta de uma garoa. 28 minutos depois, os carros voltaram a andar pela pista de 1.400 metros, desta vez sem que houvesse interrupção por chuva até o final da prova.

A segunda posição terminou com Scott Dixon, que depois de uma corrida da qual passou apagado, contou com a sorte de uma entrada do Safety Car para se colocar entre os líderes com o carro da Chip Ganassi. James Hinchcliffe, da Schmidt Peterson, ficou com a terceira posição, enquanto Simon Pagenaud, que largou da pole position, foi o quarto com a Penske. Spencer Pigot, da Carpenter, fechou a lista dos cinco primeiros colocados.

Alexander Rossi levou o carro da Andretti ao sexto lugar ao final das 300 voltas, sendo seguido por seu companheiro de equipe, Zach Veach. Uma volta atrás dos líderes, Graham Rahal fechou a corrida na oitava posição com um carro da Rahal Letterman Lanigan, enquanto Sébastien Bourdais, da Dale Coyne, foi o nono, depois de apresentar ótimo ritmo na parte final da prova.

Tony Kanaan obteve seu segundo top-10 na temporada ao terminar a prova em décimo com o carro da AJ Foyt, depois de largar em 13º e ficar fora do top-15 na maior parte do tempo. Matheus Leist também sobreviveu a corrida, terminando com o 16º lugar, com duas voltas de atraso em relação aos líderes.

A próxima etapa da Indy acontece no dia 28 de julho, com a disputa da etapa de Mid-Ohio, no circuito localizado na cidade de Lexington.

Confira como foi a corrida

Depois de quase cinco horas de atraso, a Iowa 300 começou com Will Power tomando a primeira colocação, enquanto Takuma Sato, agressivo no ato da bandeira verde, avançou para o segundo lugar, enquanto Simon Pagenaud caiu para o terceiro lugar, ficando à frente de Josef Newgarden. Santino Ferrucci ganhou cinco posições e entrou no top-10, enquanto Tony Kanaan despencou para a 19ª posição, enquanto Matheus Leist seguiu em 22º.

Sato tentou se aproximar de Power, mas pouco depois caiu para o quarto lugar, sendo superado por Pagenaud e Newgarden. A primeira bandeira amarela da prova foi acionada na 16ª volta, quando Sage Karam rodou, sendo acertado por Felix Rosenqvist. Alguns pilotos foram aos boxes na volta 20, como Ryan Hunter-Reay, Graham Rahal, e os dois brasileiros da AJ Foyt.

A relargada aconteceu na volta 25, com Newgarden tomando o segundo posto de Pagenaud. Mais atrás, Scott Dixon superou Ed Carpenter para assumir a nona posição, mas o neozelandês perdeu desempenho, e passou a despencar na classificação. Kanaan e Leist passaram a trocar ultrapassagens, se revezando na 18ª colocação, sem conseguir avançar mais do que isso.

Power se aproximou dos retardatários, mas enfrentou dificuldade para superá-los. Melhor para Newgarden, que se aproximou rapidamente do companheiro de equipe Penske, conseguindo a ultrapassagem na 49ª volta. Dois giros depois, a bandeira amarela voltou a ser acionada, desta vez por conta da chuva, que voltou a atingir o Iowa Speedway. Pouco depois, na volta 56, a bandeira vermelha interrompeu a corrida novamente.

Após uma interrupção de 28 minutos, os carros retornaram à pista de Iowa para dar sequência à prova. Os pilotos foram aos boxes para a troca de pneus e o reabastecimento, e Josef Newgarden manteve a primeira posição, seguido por Power, Pagenaud, Rossi e Sato. Os brasileiros mantiveram suas posições, com Kanaan aparecendo em 18º, e Leist em 19º.

A relargada aconteceu na volta 66 com Sato deixando Rossi para trás, tomando a quarta posição. Santino Ferrucci tomou a sexta posição de James Hinchcliffe usando a linha alta da pista, quase tocando o canadense. Depois, na volta 70, foi a vez do piloto da Dale Coyne deixar para trás Rossi, entrando no grupo dos cinco primeiros colocados no circuito de Iowa.

Quem conseguiu avançar no recomeço de prova foi Tony Kanaan, que apareceu na 15ª posição na 75ª volta. Pouco depois, Colton Herta entrou no grupo dos dez primeiros ao superar Dixon, que seguia sofrendo com o desgaste dos pneus. Na 88ª volta, os líderes da prova alcançaram os últimos colocados, com Newgarden colocando uma volta sobre Karam.

Rossi voltou a pressionar Ferrucci pela quinta posição, em briga que virou pelo quarto lugar na volta 101, após Takuma Sato perder rendimento. O japonês despencou para o sétimo lugar ao ser superado por James Hinchcliffe logo na sequência. Pouco depois, Rossi, finalmente, conseguiu a ultrapassagem sobre Ferrucci para tomar a quarta posição.

Sato seguiu sem rendimento e perdendo posições, sendo obrigado a visitar os boxes na volta 121. Uma volta antes, Hinchcliffe tomou a quinta posição de Ferrucci, que perdeu também o sétimo posto para Ed Carpenter na volta 137. Entre os ponteiros, o primeiro a parar nos boxes foi Pagenaud, no 137º giro. Newgarden parou na volta 142, uma antes em relação a Power. Rossi parou na volta 144.

No 155º giro, Pagenaud sofreu com a turbulência e precisou tirar o pé para não acertar o muro. Cinco giros depois, a prova tinha apenas oito pilotos na mesma volta: Newgarden, Power, Sato, Pigot, Carpenter, Pagenaud, Hinchcliffe e Rossi. Power tentou uma aproximação sobre Newgarden, mas o americano negociou mellhor com os retardatários e voltou a abrir vantagem.

Em uma janela de paradas diferente dos demais, Sato foi aos boxes na volta 179. Em um momento inusitado da corrida, Newgarden colocou uma volta de vantagem sobre Rossi. Restando 115 voltas para o final da corrida, Pagenaud deixou Carpenter para trás, tomando a quarta colocação. A terceira bandeira amarela da prova foi acionada na passagem seguinte, quando Sato ficou lento e foi acertado por Karam. Os pilotos aproveitaram a neutralização para visitar os boxes.

A relargada veio na volta 200, com uma grande confusão no pelotão de trás que foi muito bem aproveitada por Ferrucci, que avançou sete posições para assumir o décimo lugar. Com 85 voltas para o encerramento da corrida, Marco Andretti abandonou a disputa da prova, depois de aparecer seis voltas atrás dos líderes. Outro que deixou a corrida foi Takuma Sato, este quando restavam 76 voltas para o final.

Quem começou a voar na pista foi Sébastien Bourdais, que avançou três posições em sete voltas, saindo da 15ª para a 12º posição. Um pouco mais à frente, Marcus Ericsson avançou para o décimo lugar ao superar Herta. Na briga pela vitória, Newgarden chegou a abrir 5s5 para Power, que começou a descontar rapidamente a vantagem do americano, trazendo-a para 2s7 com 56 voltas para o encerramento da corrida.

As paradas nos boxes começaram restando 52 voltas para o final da corrida. Pigot e Pagenaud pararam na volta 251, enquanto Power, que quase acertou o muro trocou pneus e reabasteceu no 253º giro, um antes em relação a Newgarden. Bourdais, que herdou a liderança provisória, parou com 44 voltas para o encerramento da corrida. Pouco depois, Power foi punido por perder o ponto exato de entrada dos boxes.

A quarta bandeira amarela da corrida foi acionada com 39 voltas para o final, quando Ed Carpenter rodou sozinho. Com 32 voltas para o final, Scott Dixon, que surgiu em terceiro, foi aos boxes, em atitude seguida por Power e outros pilotos. Quem avançou na classificação foi Tony Kanaan, que assumiu a 11ª colocação após a rodada de paradas nos boxes.

A relargada aconteceu com 26 voltas para o final e teve Rossi avanando para a sexta colocação. Três giros depois, Hinchcliffe deixou Pagenaud para trás para assumir a segunda posição, enquanto Colton Herta foi aos boxes com problemas de motor. Outro que passou pelo francês da Penske foi Dixon, que tomou a terceira posição restando 19 voltas para o encerramento da prova.

Dixon seguiu avançando e ganhou a segunda posição de Hinchcliffe, passando a descontar a diferença para o líder Newgarden. O americano da Penske, porém, impediu a aproximação do rival e seguiu para vencer pela quarta vez na temporada.