Card image
Competições
Leclerc lidera TL3 da F1 na Bélgica. Hamilton bate

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/08/2019
  • Atualizado: 31/08/2019 às 8:07
  • Por: Leonardo Marson

Charles Leclerc foi o piloto mais rápido do terceiro treino livre para o Grande Prêmio da Bélgica, 13ª etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Na atividade realizada na manhã deste sábado (31) no circuito de Spa-Francorchamps, o monegasco, piloto da Ferrari, registrou na melhor de suas voltas 1min44s206, usando pneus macios e não sendo superado por nenhum rival.

Leclerc superou Vettel para liderar o terceiro treino do final de semana. (Foto: Ferrari)

A sessão foi marcada por um acidente com Hamilton, que na metade do treinamento perdeu o controle da Mercedes, acertando a barreira de pneus, provocando o único acionamento da bandeira vermelha. A atividade em Spa-Francorchamps foi retomada após 16 minutos, sem contar com o inglês que lidera o campeonato.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!

A segunda posição ficou com Sebastian Vettel, que acabou o treinamento 0s451 atrás de Leclerc, seu companheiro de equipe. Valtteri Bottas, com a Mercedes, fechou a sessão com a terceira posição, sendo seguido por Daniel Ricciardo, quarto na tabela de tempos com a Renault. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Max Verstappen, piloto da Red Bull.

LEIA MAIS:
Racing Point renova contrato com Sergio Pérez até 2022
Spa-Francorchamps: uma volta no circuito
Leclerc marca melhor tempo da sexta-feira na Bélgica no TL2
Vettel lidera 1-2 da Ferrari no TL1 para o GP da Bélgica de F1

Sergio Pérez fez nova boa apresentação, terminando em sexto com a Racing Point, ficando à frente de Lewis Hamilton, que por conta do acidente, não pôde melhorar seu tempo na parte final da sessão. Kimi Räikkönen apareceu em oitavo, enquanto Antonio Giovinazzi, companheiro do finlandês na Alfa Romeo, foi o nono. Pierre Gasly, da Toro Rosso, foi o décimo.

A classificação que definirá as posições de largada para a 13ª etapa da Fórmula 1 acontece logo mais, às 10h, com transmissão dos canais Sportv. O Grande Prêmio da Bélgica será disputado no domingo (1), às 10h10, e exibição ao vivo da TV Globo, do portal GloboEsporte.com, e da rádio Band News FM.

Confira como foi o terceiro treino livre

A sessão que abriu as atividades da Fórmula 1 neste sábado em Spa-Francorchamps começou pontualmente às 7h, pelo horário de Brasília, com tempo aberto, 26°C de temperatura ambiente, e 34°C na pista. Mas os pilotos, depois de darem uma volta de instalação, demoraram muito para sair à pista e começarem a registrar tempos no circuito belga.

Robert Kubica foi o primeiro a completar uma volta na atividade, marcando 1min50s877 com a Williams. Pouco depois, foi a vez de Charles Leclerc tomar a ponta da sessão com um tempo bem mais próximo ao da sexta-feira, 1min44s789, marca que logo foi superada por Sebastian Vettel, com a outra Ferrari. Pouco depois, foi a vez de Nico Hülkenberg, com a Renault, avançar para a terceira posição.

Mercedes e Red Bull demoraram para mandar seus pilotos à pista, com o time alemão só fazendo isso perto da metade da sessão. Valtteri Bottas se colocou na terceira posição, sendo seguido por Lewis Hamilton. Max Verstappen, por sua vez, se colocou somente na sétima colocação, atrás de Sergio Pérez, com novo bom desempenho com a Racing Point, e Daniel Ricciardo, da Renault.

A bandeira vermelha foi acionada na metade da sessão por conta de um acidente com Hamilton, que passou reto na Les Fagnes, danificando a suspensão dianteira esquerda de sua Mercedes. A atividade foi retomada apenas quando restavam 13 minutos para o encerramento da sessão, ainda com as duas Ferraris na liderança, com Vettel à frente de Leclerc.

Leclerc tomou a primeira posição quando restavam nove minutos para o final da sessão, anotando 1min44s206, já usando pneus macios. Pierre Gasly, agora na Toro Rosso, avançou para a sexta posição, caindo um posto após Verstappen pular para o quarto lugar com a Red Bull. Alexander Albon, por sua vez, deu 11 voltas, mas aparecia em 20º, seis segundos mais lento em relação ao melhor tempo.

A sessão seguiu sem alterações nas primeiras posições nos minutos finais, e teve Leclerc como o piloto mais rápido, seguido por Vettel e Bottas.