Card image
Competições
Hamilton supera Bottas e garante a pole position em Mônaco

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/05/2019
  • Atualizado: 25/05/2019 às 11:12
  • Por: Leonardo Marson

Lewis Hamilton conquistou a pole position para o Grande Prêmio de Mônaco, sexta etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Na sessão classificatória realizada na manhã deste sábado (25) no circuito montado nas ruas de Monte Carlo, o inglês, que teve uma atividade complicada, anotou 1min10s166 em sua última tentativa de volta, e viu os rivais errarem, garantindo a posição de honra.

Lewis Hamilton
Lewis Hamilton superou Bottas apenas no Q3 da classificação, garantindo a pole position. (Foto: Mercedes)

A segunda colocação ficou com Valtteri Bottas, que fechou a classificação 0s084 atrás do tempo de seu companheiro de equipe Mercedes. Max Verstappen, com a Red Bull, garantiu a terceira colocação, e dividirá a segunda fila com Sebastian Vettel, quarto com a Ferrari. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Pierre Gasly, companheiro de equipe de Verstappen.

Kevin Magnussen colocou a Haas na sexta colocação do grid, ficando à frente de Daniel Ricciardo, da Renault, e Daniil Kvyat, da Toro Rosso, pilotos que dividirão a quarta fila no circuito monegasco. Carlos Sainz colocou a McLaren no nono lugar do grid para a corrida deste domingo, enquanto Alexander Albon, com o outro carro da Toro Rosso, fecha a lista dos dez melhores.

A grande decepção da definição do grid de largada foi Charles Leclerc. A Ferrari julgou que o piloto, que corre em casa neste final de semana, tinha tempo suficiente para avançar ao Q2, mas com o avanço de Sebastian Vettel, que, precisou de uma volta a mais – marcando o melhor tempo do Q1 – o monegasco acabou em 16º, sendo limado da classificação.

O Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 será disputado neste domingo (26), a partir das 10h10. A corrida terá transmissão da TV Globo e da Rádio Bandnews FM para todo o Brasil.

Confira como foi a classificação

Q1
A pista foi aberta às 10h, pelo horário de Brasília, com os pilotos de equipes pequenas registrando as primeiras voltas rápidas da atividade. Kevin Magnussen anotou 1min12s869, mas logo foi superado por Charles Leclerc, que cravou 1min12s825 com a Ferrari. Valtteri Bottas subiu para terceiro, mas perdeu um posto para Daniel Ricciardo, da Renault.

Pierre Gasly tomou a dianteira após seis minutos, mas logo foi batido por Max Verstappen, que cravou 1min11s725. Lewis Hamilton veio a pista e marcou o segundo tempo, três décimos mais lento que o holandês da Red Bull. Com 10min30s para o final, Sebastian Vettel entrou na zona de eliminação ao ver Nico Hülkenberg pular para o 12º lugar.

Verstappen melhorou seu tempo ao marcar 1min11s597, enquanto Hamilton cortou a chicane da saída do túnel. Magnussen avançou ao segundo lugar com a Haas, 0s268 atrás do melhor tempo da atividade, mas à frente de Gasly. Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, passou a ser investigado pela direção de prova por conta de um incidente no terceiro setor da pista.

Hamilton avançou para o terceiro lugar, enquanto Bottas anotou 1min11s562. Na parte final da classificação, o Q1 entrou nos cinco minutos finais com Hülkenberg, Sergio Pérez, Lance Stroll, George Russell e Robert Kubica na zona de eliminação. Pouco depois, Hamilton tomou a liderança do treinamento com 1min11s542.

Vettel foi aos boxes depois de tocar levemente o guard-rail, e se viu na zona de eliminação restando três minutos para o encerramento da fase inicial. A Ferrari o mandou à pista nos instantes finais da sessão, e viu o alemão anotar 1min11s434, tomando a liderança da sessão. O resultado, porém, deixou Charles Leclerc fora, além de Pérez, Stroll, Russell e Kubica.

Q2
A segunda rodada da classificação começou com os pilotos da Mercedes indo à pista, e Bottas à frente de Hamilton, com 1min10s701, tempo 0s423 melhor que o do pentacampeão do mundo. Com a Red Bull, Verstappen avançou para o segundo lugar restando 11 minutos para o fechamento do Q2, enquanto Ricciardo avançou para o quarto lugar, à frente de Gasly e Vettel.

Hamilton tomou a segunda posição na metade do segundo segmento da classificação, 0s134 atrás de Bottas. Verstappen aparecia na terceira colocação, sendo seguido por Kvyat e Ricciardo. Vettel, por sua vez, ocupava o nono posto, enquanto a zona de eliminação continha Lando Norris, Magnussen, Kimi Räikkönen, Giovinazzi e Romain Grosjean.

Vettel pulou para a quarta colocação restando pouco mais de dois minutos para o encerramento da sessão, enquanto Verstappen tomou a liderança do Q2 ao marcar 1min10s618. Bottas ficou com a segunda posição, sendo seguido por Hamilton, Vettel e Kvyat. Os eliminados foram Hülkenberg, Norris, Grosjean, Raikkönen e Giovinazzi.

Q3
A fase final da classificação começou com Bottas anotando 1min10s252, enquanto Vettel cravou o segundo tempo, logo sendo superado por Verstappen. Hamilton errou em sua primeira tentativa de volta rápida, passando reto na chicane do Porto, abortando o giro. Na segunda tentativa, o pentacampeão encontrou um bom tempo no terceiro setor e subiu para a segunda posição.

Restando cinco minutos para o encerramento da sessão, todos os pilotos foram aos boxes para colocar pneus novos. Hamilton anotou 1min10s166, tomando a primeira posição, e viu seus principais rivais cometerem erros. Vettel raspou o guard-rail, enquanto Verstappen e Bottas não melhoraram seus tempos.

Comentários