Card image
Competições
Bottas comanda segundo treino da F1 no Japão

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 11/10/2019
  • Atualizado: 11/10/2019 às 3:38
  • Por: Leonardo Marson

Valtteri Bottas foi o piloto mais rápido do segundo treino livre para a realização do Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1. Na atividade realizada na madrugada desta sexta-feira (11) no circuito de Suzuka, o piloto da Mercedes, líder do primeiro treino do dia, dominou também o segundo exercício no traçado nipônico, marcando em seu melhor giro foi em 1min27s785, liderando o dia.

Valtteri Bottas
Bottas liderou as duas sessões de treinos em Suzuka com a Mercedes. (Foto: Getty Images)

A segunda posição ficou com Lewis Hamilton, que mais uma vez completou o 1-2 da Mercedes em Suzuka, desta vez distante 0s100 do tempo obtido por Bottas. Max Verstappen colocou a Red Bull na terceira colocação da folha de classificação, sendo seguido pelos dois pilotos da Ferrari, equipe que viu Charles Leclerc marcar o quarto tempo, e Sebastian Vettel, quinto mais rápido.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Alexander Albon, com a Red Bull, terminou a sessão na sexta posição, ficando à frente de Carlos Sainz, que colocou a McLaren na sétima posição. Sergio Pérez marcou o oitavo melhor tempo da atividade com a Racing Point, enquanto Lando Norris, da McLaren, foi o nono. A lista dos dez mais rápidos ainda contou com Kimi Räikkönen, piloto que defende a Alfa Romeo.

LEIA MAIS:
Bottas lidera 1-2 da Mercedes no TL1 do GP do Japão

Por conta da grande possibilidade de o tufão Hagibis atingir o circuito de Suzuka, a próxima atividade da Fórmula 1 acontecerá apenas na noite de sábado (12), a partir das 2h, quando acontece a classificação. O Grande Prêmio do Japão será disputado no domingo (13), a partir das 2h10, e contará com transmissão da TV Globo, do portal GloboEsporte.com e da rádio Band News FM.

Confira como foi o treino

A segunda sessão de treinos livres para o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 começou pontualmente às 2h, pelo horário de Brasília, com um clima bem mais ameno em relação a primeira atividade: 27°C de temperatura ambiente, e 33°C no asfalto. Por ser o último ensaio do final de semana, já que o terceiro exercício, marcado para o sábado (12), foi cancelado, muitos pilotos partiram imediatamente para a pista.

O primeiro piloto a partir para uma volta rápida foi Sebastian Vettel, que marcou 1min30s386 em seu giro inicial, tempo que melhorou pouco depois. Alexander Albon, da Red Bull, e Carlos Sainz, da McLaren, se colocaram na primeira posição, até serem batidos por Valtteri Bottas, que anotou 1min29s469 com a Mercedes, deixando Lewis Hamilton com a segunda posição.

Quem marcou uma boa volta foi Daniel Ricciardo, que colocou a Renault na quarta colocação, atrás dos dois pilotos da Mercedes e de Albon, terceiro com a Red Bull. Charles Leclerc, com a Ferrari, foi à pista com 20 minutos de sessão, atitude seguida por Max Verstappen, com a Red Bull, um minuto depois. Vettel, com os pneus macios, tomou a ponta do treino ao marcar 1min28s392.

Verstappen pulou para a segunda posição na classificação, atrás 0s065 de Vettel. No complemento da primeira meia hora da atividade, Bottas rodou na última curva do circuito, retornando à pista momentos depois. Quem avançou muito na classificação foi Daniil Kvyat, quarto com a Toro Rosso. Pouco depois, Hamilton tomou a primeira posição ao registrar 1min27s896.

Leclerc veio para sua primeira volta rápida com os pneus macios, e fez o quarto tempo, ficando atrás das Mercedes e de Vettel. Já Verstappen acertou ótima volta para se colocar 0s179 atrás de Hamilton, marcando o segundo tempo. Hamilton melhorou ainda mais sua marca, mas viu Bottas cravar 1min27s785 para tomar a liderança na folha de tempos em Suzuka.

No complemento do segundo terço da sessão, Kimi Räikkönen colocou a Alfa Romeo na décima colocação da folha de tempos. Na sequência, os pilotos passaram a trabalhar nas simulações de corrida, o que não impediu que Hamilton escapasse da pista. A sessão prosseguiu com Leclerc apenas na sexta colocação na tabela de tempos para a etapa japonesa do Mundial.

Ainda houve tempo para que Leclerc marcasse o quarto tempo da sessão, enquanto Bottas fechou o treinamento na liderança.