Card image
Competições
Arenas impede ataque de Dalla Porta e vence na Tailândia

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 06/10/2019
  • Atualizado: 06/10/2019 às 1:59
  • Por: Leonardo Marson

Albert Arenas venceu na madrugada deste domingo (6) a 15ª etapa da temporada 2019 da Moto3, disputada no Circuito de Chang, na Tailândia. Em uma corrida das mais disputadas, o espanhol assumiu a liderança na metade da última das 22 voltas, conseguiu se defender de um ataque de Lorenzo dalla Porta na última curva, e garantiu a primeira vitória no ano.

Albert Arenas
Arenas venceu pela primeira vez na temporada. (Foto: Getty Images)

A segunda posição ficou com Dalla Porta, que completou a prova distante 0s231 de Arenas, depois de liderar boa parte da corrida. O pódio foi completado por Alonso López, que obteve sua melhor posição de chegada com o terceiro lugar. Marcos Ramírez terminou a corrida na quarta colocação, enquanto Dennis Foggia fechou a lista dos cinco primeiros.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Celestino Vietti, que largou da pole position, ficou com a sexta posição ao final das 22 voltas no autódromo localizado em Buriram, sendo seguido por Kaito Toba, sétimo colocado. Jakub Kornfeil, que largou das últimas posições, fechou a corrida na oitava posição, ao passo que Stefano Nepa foi o nono. A lista dos dez primeiros foi completada por Raúl Fernández.

A corrida foi marcada por um lance que permitiu a Dalla Porta abrir vantagem na liderança do campeonato. Na oitava volta, Darryn Binder veio sem tomada para a curva 12 e derrubou Aron Canet, vice-líder do campeonato. O lance também causou as quedas de John McPhee e Tatsuki Suzuki. O espanhol, piloto da Max, ainda tentou retornar à corrida, mas sem condições de lutar por posições.

Após a corrida na Tailândia, Lorenzo dalla Porta mantém a liderança da Moto3, agora com 204 pontos, 22 a mais em relação a Aron Canet, que segue com 182 pontos. Tony Arbolino, que esteve na maior parte do tempo entre os primeiros, mas que enfrentou problemas com a moto, terminando apenas em 11º, é o terceiro na tabela de pontos, agora com 160.

A próxima etapa da Moto3 será disputada daqui dois domingos, com a realização da etapa do Japão, marcada para o circuito de Motegi.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Marcos Ramírez pulando pela primeira colocação, se aproveitando de péssimo início de Celestino Vietti. Albert Arenas assumiu a segunda posição, sendo seguido por Alonso López, Tony Arbolino e Vietti. López chegou a assumir a primeira posição, mas acabou superado novamente por Ramírez, que completou o primeiro dos 22 giros na liderança.

Arbolino tomou a segunda posição de López, enquanto Lorenzo Dalla Porta avançou para a quinta posição no segundo giro da corrida, perdendo um posto para Tatsuki Suzuki no complemento da volta. Aron Canet, vice-líder do campeonato, aparecia na décima posição na abertura da terceira volta em Buriram. Suzuki seguiu avançando e assumiu a segunda posição na quarta volta.

Ramírez despencou para a quarta posição da prova, que passou a ter liderança de Suzuki, seguido por Arbolino e Dalla Porta. Canet foi outro que começou a avançar, e apareceu na oitava posição na quinta volta da prova. Pouco depois, o líder do campeonato se aproveitou de um erro de Arbolino para tomar a segunda posição, enquanto Arenas pulou para terceiro.

Dalla Porta assumiu a liderança da prova na sexta volta, mas logo foi superado por Suzuki, Arbolino e Arenas, despencando para o quarto posto, ficando logo à frente de Canet. O espanhol da equipe de Max Biaggi, porém, perdeu duas posições ao ser ultrapassado por John McPhee e Ramírez. Depois de largar em 26º, Darrin Binder assumiu a sexta posição da corrida na sétima volta.

Dalla Porta voltou a pontear a corrida na oitava volta, enquanto McPhee apareceu em quarto. A primeira queda da prova aconteceu pouco depois, quando Binder veio para a curva 12 sem tomada pela linha de dentro e derrubou McPhee, Suzuki e Canet, em lance importante para o campeonato. O lance, que entrou em investigação, colocou o sul-africano na quinta posição. Canet passou pelos boxes e retornou à prova.

Na 11ª volta, Arenas superou Dalla Porta para tomar a liderança da corrida, mas o italiano recuperou a posição alguns metros depois, perdendo também o segundo lugar para Arbolino. Na passagem seguinte, Canet retornou aos boxes, retornando à pista alguns giros depois. Arbolino, por sua vez, perdeu potência na moto e despencou na classificação da prova.

Restando nove voltas para o final, Binder foi punido com um Ride Through por pilotagem irresponsável. Pouco antes, o sul-africano havia feito a volta longa. Na frente, Dalla Porta seguia na liderança, seguido agora pelo companheiro de equipe Ramírez, enquanto Arenas aparecia na terceira posição, logo à frente de López e de Andrea Migno, que apareceu pela primeira vez no grupo dos cinco primeiros.

Ayumu Sasaki, que largou da última posição, caiu restando sete voltas para o final da prova. Ramírez tomou a liderança da prova, mas também foi superado por Dalla Porta na sequência. López, por sua vez, tomou a terceira colocação de Arenas, que recuperou a posição poucos metros depois. No complemento da 17ª volta, Arenas passou por Ramírez, tomando o segundo lugar.

A corrida entrou nas cinco voltas finais com Arenas atacando Dalla Porta pela primeira colocação, mas acabou perdendo o segundo posto para Ramírez, enquanto Julian García caiu. O espanhol, porém, recuperou o posto no giro seguinte. Arbolino, por sua vez, voltou à zona de pontos ao assumir a 14ª colocação. Com três voltas para o final, Arenas tomou a primeira posição e impediu um ataque de Ramírez, enquanto Dalla Porta caiu para terceiro.

Na abertura da penúltima volta, Dalla Porta retomou a primeira colocação, enquanto López assumiu a segunda posição ao superar Arenas. Na abertura da última volta, Andrea Migno perdeu a frenagem da primeira curva e caiu, derrubando Ai Ogura. López tomou a primeira posição no segundo setor da pista, mas cometeu um erro, permitindo a Arenas tomar a liderança. Dalla Porta tentou um último ataque, mas viu o espanhol dar o “X” e garantir a vitória.