Card image
Competições
Alonso realiza teste com Toyota de rali na África do Sul

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 28/03/2019
  • Atualizado: 28/03/2019 às 12:16
  • Por: Leonardo Marson

Fernando Alonso realizou um teste com o Toyota Hilux que a equipe japonesa utiliza para correr provas de rali cross country, como o Rally Dakar. A atividade aconteceu na última quinta-feira (21) no deserto de Kalahari, na África do Sul, distante 900 quilômetros de Johanesburgo, e o espanhol, que defende a marca no Mundial de Endurance, foi orientado por Giniel de Villiers, vencedor do Dakar de 2009.

“Eu testei em diferentes campeonatos e carros distintos nos últimos dois anos, e esta é uma oportunidade de testar algo muito diferente do que estou acostumado a pilotar”, disse Alonso. “Foi divertido. Diferente, sem dúvidas, mas interessante. O carro aceita que eu abuse mais dele, mais do que eu estou acostumado, mas foi muito divertido”, seguiu o piloto, que revelou ter se sentido mais à vontade no carro do que o esperado.

“Tudo é muito diferente. É difícil julgar os solavancos, para julgar sua altura e a velocidade que você tem que pilotar sobre eles. O carro estava muito bom, com boa aderência, equilíbrio, força e freios. Tudo estava incrível. Estes foram apenas meus primeiros minutos no carro, mas me senti confortável, mais do que eu imaginava, apesar do calor insano”, explicou o bicampeão mundial de F1.

Desde o início do ano, rumores dão conta de que Alonso pode vir a disputar o Rally Dakar em 2020 pela equipe japonesa. A Gazoo é quem prepara os carros tanto da Toyota para as provas de cross country, quanto para o Mundial de Endurance, campeonato que tem Alonso, junto a Kazuki Nakajima e Sébastien Buemi na liderança após seis das nove etapas da temporada 2018/2019.

Alonso ainda tem três provas para disputar no campeonato de corridas de longa duração, além da presença confirmada para as 500 Milhas de Indianápolis, principal prova do calendário da Indy. Na prova americana, o espanhol defenderá a McLaren, equipe originalmente da Fórmula 1 e que terá uma operação especial para a mais importante corrida dos Estados Unidos.

Foto: Twitter Fernando Alonso